Sep 9, 2012

#115

Eh engracado como o mundo auperiano se divide em "aspirante a au pair" e "atual au pair" (tem tambem o grupo das ex au pairs, mas como eu nao me encaixo, nao tenho autoridade pra falar)

Acho que o que a maioria das meninas faz quando decide ser au pair, eh entrar no grupao do Facebook. La vao ler historias de meninas reclamando, de meninas contentes e claro, amigas aspirantes. E o que acontece MUITO sao meninas que ainda estao no Brasil, abrindo posts reclamando de quem so reclama. Que confusao, ne?

O que acontece eh que pra quem ta no Brasil, ler certas coisas parece frescura de quem ja esta aqui. Ah, mas vai reclamar de fazer isso ou aquilo? Volta pro Brasil entao. E pra quem esta aqui, sabe que as coisas nao sao assim. Aquilo que comeca pequenininho toma uma proporcao muiiiiiito maior quando estamos aqui, sem pais, sem amigos, sozinhas...

E como toda regra tem sua excecao, tambem tem aquelas "aspiras" que sao mais preparadas que meninas que ja estao aqui a meses. Garotas com uma nocao bem maior do que vao passar por aqui, que estao preparadas pra toda e qualquer dificuldade, que nao ficam sofrendo se a HF demora horrores pra responder um email e que mantem a vida rolando ate a hora de vir chegar.

Eh engracado ler meus posts de quando eu ainda estava no Brasil e perceber que ainda bem, eu fui uma dessas meninas com "nocao". Fico feliz de ver que nao me decepcionei com o programa, mesmo depois de tudo o que eu passei, justamente porque eu vim preparada pro pior - o que fosse bom, era lucro. Vou colar uns trechinhos de posts aqui pra galera ver que gente, vir pra ca nao eh o doce de batata doce que muita gente pensa nao!

Eu penso assim... se a pessoa vai pros EUA, ela já vai sabendo que vai encarar uma cultura diferente. Não tem porque ficar comparando e sofrendo que "ai, o povo de lá é frio", "ai, lá a janta deles é super engordativa enquanto o almoço é fraco", sabe?

E continuo pensando assim - e olha, confesso que nao me adaptei nessa de "almoco fraco e janta pesada". Almoco um monte e janto quase nada - nao tem porque sofrer com isso nao gente.

Uma coisa que eu acho absurdo, é isso de americanos serem considerados frios e grossos... eu não tô lá ainda, mas já conheci americanos ótimos, e não é que são frios... é só que eles são práticos e objetivos, não tem essa "falsidade" brasileira... eu pelo menos, não suporto ficar de mimimi. 

Eu conheci varios americanos por aqui - host parents e amigos do meu namorado. Claro que tem gente mais reservada, mas no geral, todo mundo foi super simpatico e acolhedor. Meu ex-fofo era frio, mas ta, ignoremos. Meus fofos nessa familia aqui sao uns queridos, parecem ate brasileiros de tao amor, hahaha.

Acho que quando vc se prontifica a ir pra um pais estranho, fazer um intercambio, tu tem que ir preparada pras mudancas. Claro que nada vai ser do jeito que era no Brasil, e vc tem que vir com a cabeca aberta pra tuuuuuuudo, mas tuuuudo mesmo. E se conselho fosse bom a gente vendia ne, mas vamos la: eu nao sou uma pessoa negativa, mas em se tratando de expectativas, eu prefiro me surpreender do que me decepcionar. Acho que ler historias boas de au pair eh bom pra gente ver que nao eh um inferno, mas eh essencial ler as ruins tambem, porque assim a gente nao vem achando que vai tirar ferias de 1 ano. Venham preparadas pra ter uma vida "mais ou menos", porque se acabar sendo ruim, tu nao cai do cavalo. E se acabar sendo melhor do que tu esperava, eh correr pro abraco e so alegria!

2 comments: