Aug 24, 2012

#110

Mais alguem reparou na mudanca no blog? Nao, nao to falando do novo layout (que BTW, vcs gostaram?). Agora o blog eh .net - so nao foi .com porque eu fazia questao da nova url ser decarona e o dominio ja estava registrado. Pra comemorar o crescimento do blog, nada melhor que um nome proprio facinho de lembrar, ne? Mas como tudo que eh bom tem que vir em dobro, semana que vem eu mostro outra surpresinha aqui. Aguardem!

Como eu contei no ultimo post, fiquei devendo o do dia que eu bati o carro. Quando eu voltei do fim de semana em NYC, o pessoal da CC tava doido atras de mim, porque meu prazo pra extensao terminava segunda. Entao assim que eu ficasse off, eu ia pegar o carro pra ir laaaaa em Silver Spring pegar meu certificado. Fiz questao de ligar antes e o rapaz que me atendeu falou que ficava pronto em 3 dias. Desesperei, falei que precisava pra daqui 1 hora. Trato feito.

Peguei o carro da fofa crente que era so eu chegar la, pegar o papel e vir embora pra casa. O transito tava um saco e eu dirigi em highway o tempo todo, o que eu nao me importo, mas a 495 eh um saco de dirigir. Cheguei no predio do college, estacionei atras e desci - as portas do predio estavam trancadas. Liguei no interfone no pessoal da seguranca, eles perguntaram aonde eu estava indo e abriram a porta pra mim. Cheguei no college ja perguntando pelo papel e o moco com a maior cara lavada disse que ia comecar a fazer - perai, eu liguei antes JUSTAMENTE pra nao ter que ficar la esperando. Mas nao tinha como, ne?

Passando o olho pelo escritorio, eu vejo um papel de todo tamanho falando que quem estacionasse atras do predio teria o carro guinchado, ja que era so pra funcionarios. Adivinhem aonde eu estacionei? Perguntei se ia demorar demaaaaaaais e se tinha necessidade de eu tirar o carro, o moco falou pra eu ir la tirar e quando eu voltasse, estaria pronto. Desci e fui pegar o carro pra estacionar na rua, mas quem disse que tinha vaga? Fui procurar um estacionamento publico entao, e finalmente umas 3 ruas acima do college, achei. Na hora que eu entrei com o carro ja vi que era ma ideia, o lugar estava lotado e era muito estreito. Alem disso eles nao aceitavam pagamento no cartao, e eu so ando com cartao. Resolvi sair de la e fui contornar a pilastra que dividia a entrada da saida, ja dentro do estacionamento, quando eu escuto um barulho.

Parei o carro e nessa hora me bateu aquele desespero. Eu sabia que tinha batido o carro na pilastra, so nao sabia aonde e qual a gravidade. Tentei dar re, nada. Tentei ir pra frente, nada. Desci do carro e fui olhar, tava feio. Tinha amassado o lado da roda direita traseira e arranhado a pintura (o carro eh preto). Entrei de novo e resolvi que pra tras so ia piorar, fui pra frente. O carro deu mais um tranco e desprendeu, eu sai do estacionamento e BEM EM FRENTE tinha outro, bem aberto e vazio. Fiquei com odio, porque entrei no primeiro SO pra bater. Estacionei o carro e desci pra olhar o estrago completo. Liguei pro boy chorando e mandei um video pra ele com o estrago, pra ele analizar se a situacao tava pouco feia ou muito. Tava feia...

A escola ia fechar em menos de 15 minutos, entao paguei o estacionamento e fui descer as 2 ruas, cheguei no predio, tava trancado de novo. Quando cheguei no college o pessoal viu a minha cara de bosta, a moca que trabalha la ate me deu um chocolate, hahaha. Peguei o bendito papel e fui-me embora pro carro. No caminho de volta pra casa eu nao sabia se falava que tinha estacionado na rua e um carro branco bateu em mim enquanto eu estava na escola, ou se contava a verdade. Mas sou muito cagona e prefiro contar a verdade sempre, porque a gente nunca sabe.

Cheguei em casa, a fofa ainda nao estava aqui e o fofo estava la em cima. Eu podia muito bem ter descido pro quarto, deixar eles verem o carro e so me explicar no dia seguinte, mas sentei na cozinha e esperei a fofa chegar. Quase na hora dela chegar, o fofo desceu e como sempre, perguntou como eu estava. Nisso eu ja comecei a contar, a fofa chegou e pegou a conversa na metade, eu expliquei pra ela e nisso o fofo ja estava la fora vendo o estrago. Eu disparei a chorar e ela foi la fora comigo, me tranquilizando o tempo todo que era so um carro, que isso nao era nada e podia ter acontecido com qualquer pessoa, enfim, foi uma fofa. Eu falei que se o seguro nao cobrisse eu dava um jeito de pagar, ela disse que provavelmente o seguro ia cobrir sim.

Segunda passada ela levou o carro na seguradora e boa noticia, eles vao cobrir! O conserto vai ficar 5 mil e a taxa que eles (no caso eu) tem que pagar eh de 500 dolares, que diz minha fofa que eu vou pagar trabalhando um fim de semana que eles queiram viajar, e eu fico aqui com a fofaiada. Quero nem pensar no trabalho que eu vou ter, mas por outro lado, eu prefiro isso do que ter 500 a menos na minha conta.

No comments:

Post a Comment