May 30, 2012

#91

Oi galera. O post de hoje vai ser um daqueles estilo random, preciso escrever e filosofar, mas nem eu sei o que vai sair daqui... Meu processo de rematch ta mais parado que tudo, ja que o proximo passo eh esperar minha LCC dia 7 de junho. Depois disso, so o tempo ira dizer...

Meu fofo passou mal sexta passada e veio pra casa mais cedo. Tava um amor comigo, conversando, puxando assunto e sendo legal. Achei que beleza, ja que agora ele sabe que eu quero ir embora, decidiu me tratar que nem gente. Fiquei toda feliz achando que meus ultimos dias aqui iriam ser menos desconfortaveis. Mas que nada. Ontem quando eu fui sair a tarde com a Sally, ele tava na sala e eu cumprimentei e nada. Perguntei se queria que eu trancasse a porta ou se eu podia deixar aberta que ele mesmo trancava, nada. Beleza, ne? Cheguei a noite depois do jantar e fui por o bolo na geladeira (coisa que eh um milagre, antigamente eu ia trazer pro quarto e o bicho ia apodrecer aqui) e dei oi, nada. Entao ta, ne? Hoje comecei a trabalhar 1 hora mais cedo, entao ele ainda tava aqui. Desci na cozinha, a fofa me da bom dia, o fofo, nada. Na hora dele ir embora, eu to la segurando o baby, ele vai, da tchau pra ele, a fofa solta um "say goodbye to Larissa". Nada.

Enxi o saco ja, isso me faz so ter forcas pra sair daqui logo. Amanha eu trabalho ate mais tarde, a fofa tem um jantar pra ir e ele vai vir pra casa. Diz ela que quando ele chegar, eu to off, mas eu sei bem como que isso funciona. Ate na sexta mesmo, ele chegou umas 3 e pouco, ele falou que 4:30 eu podia entregar o baby pra ele que eu ia ta off. Fiquei off umas 4:50, e isso ele sabendo que o Bobby tava vindo me buscar. Enxi o saco mesmo, cansei de chegar no domingo a noite em casa, depois de passar o weekend fora, e na segunda ter que esvaziar a dishwasher do fim de semana deles, coisa que eu nem usei. Antigamente era please pra isso, please pra aquilo, hoje em dia eh so "faz". Nem "obrigado" eu ganho mais. Cansei de todo dia quando eu comeco a trabalhar, ter que primeiro tirar todos os toys do chao, porque o mais velho fica com ciume dos toys do baby e joga tudo pra cima. Ai ninguem arruma, eu tenho que ir la e arrumar pro baby ter condicao de brincar. Isso quando o mais velho nao quebra alguma coisa. Cansei de ter que carregar roupa, shampoo e o cara**o a quatro quando eu preciso ir tomar banho, ai tenho que por a roupa naquele calor que o banheiro fica, tudo melequento e pregando. Cansei de a noite ir usar o banheiro (pois e pois e, agora eu ate vou de vez em quando) e ter coco no vaso (e nao, nao eh dentro, eh no assento mesmo). Cansei de ter que comer "o que tem", porque eles pararam de comprar comida pra mim, tipo as coisas que eu almoco. Agora se tem left over, eu como isso, se nao, eu me arranjo com nuggets congelado. Ou peco comida, ne? Bem conveniente.

Acho que to cansada dessa vida de olhar kid dos outros, de morar com os outros, sei la. Nao sei se eu esgotei com essa familia aqui, e quem sabe depois do rematch tudo vai ser novidade de novo, e o melhor, com prazo pra acabar. Ate que da um gas novo saber que eu so fico na proxima familia ate setembro, quer dizer, sao 4 meses pra tentar fazer as coisas funcionarem, e dizem que tudo no comeco eh lindo. Quando comecar a ficar chato, opa, to saindo. Ai eh enfrentar outra familia por um ano inteiro. Ou nao ne, eu posso extender so por 6 meses, e depois tentar mudar o visto. Ou so por 9 meses. Isso eh uma possibilidade que eu nunca tinha pensado antes, e agora ta aqui passeando pela minha cabeca. Dai eu morro querendo saber se vou casar ou nao, se eu for, quando, se eu nao for, o que eu faco da vida. Mudo o visto, volto pro Brasil, vou pra Europa, sei la. Sao muitas opcoes, e claro que o fato de namorar meio que elimina metade delas. Mas tudo depende, ne? Se eu casar, fica mais facil ($$$) entrar numa faculdade aqui. Fica facil conseguir trabalhar de qualquer coisa. Fica facil morar em MD/PA pra "sempre". Se eu mudar o visto pra estudante, e o namoro nao der certo, fica facil ir pra NY estudar la. Dividir apt e buscar o sonho de um dia trabalhar no NY Times. Ai se negarem o visto, fica facil pedir a passagem de volta pra Europa, passar 3 meses la (ou o que o dinheiro der, ja que brasileiro nao precisa de visto por 90 dias) se a imigracao deixar. Ou entao desistir de tudo e voltar pro Brasil, talvez mudar pro Sul, ou SP, ou Rio, ou qualquer coisa. Comecar outra faculdade, arranjar um trabalho pra pagar as contas e morar sozinha, realizando esse sonho. Sao muitas opcoes, sao muitas possibilidades e mais ainda, muitas duvidas. Sou muito chata com planejamento, quero saber o que vai acontecer e aonde vou estar em 1, 2, 5 anos.

Nao sei se eu tenho forcas pra ficar ate setembro do ano que vem como au pair. To nova? To. Faco 22 daqui menos de 2 meses, ou seja, to melhor que muita guria que ta beirando os 27 com as mesmas crises existenciais que eu to agora. Nem saber o que eu quero fazer ainda eu sei. Ta, jornalismo, mas e ai? Se nao der certo? Tentar ser fotografa? Nesse pais? Viver de fotografar casamento? Sei la, to ficando doida com as possibilidades. E se eu acabar casando e me acomodando? Tendo que trabalhar de nanny pra pagar as contas por mais 3,4 anos? E nao ter tempo nem animo de fazer college? Sera que isso eh so outra forma de depender dos outros? Alias, nao foi pra buscar minha independencia que eu sai de casa? Sai da asa de mae e pai pra vir morar com outra familia? Da menina que nao podia sair a noite e voltar pra casa de taxi porque era "perigoso" pra menina que desce do onibus em NYC as 4 da manha? A minha liberdade pessoal eu encontrei. Ainda que eu nao tenha a liberdade de ir e vir, eu me sinto mais livre e independente. Sinto que eu posso respirar. Agora so falta dar asas ao passarinho que ta preso aqui dentro. A questao eh, pra onde eu vou voar?

2 comments:

  1. Isso é amadurecer e estes questionamentos de "agora ou nunca" aparecem durante o processo. Eu vivo basicamente as mesmas dúvidas agora, o que fazer, como fazer, qndo fazer... é uma loucura! Mas é com o tempo que a gente consegue ouvir melhor os nossos sonhos. Tu és nova como vc mesmo disse tens tempo para descobrir e experimentar e se não der certo tentar um novo caminho. ;D

    ReplyDelete
  2. pode ser egoismo meu, mas fiquei feliz de saber que ainda existir a possibilidade de voce voltar...

    ReplyDelete