Apr 30, 2012

#83

O post de hoje deveria ter ate titulo, de tao importante que eh. Um desabafo la do fundo da minha alma, hahahaha: a importancia de se ter um carro na host family.

Eu nunca gostei de dirigir. Praticamente as unicas vezes que eu dirigi foi tirando minha CNH e as vezes de madrugada. Nao gosto, nao me sinto confiante, enfim, sou um desastre. Por isso um dos meu requisitos pra HF era nao precisar dirigir as kids. Mas na minha cabecinha de melao, o fato de eu nao precisar dirigir era algo super facil de lidar. Eu teria metro e onibus a minha disposicao. Tanto que quando eu tava pesquisando sobre a cidade que eu ia morar, eu vi que a 20min (dirigindo) da minha casa tinha uma estacao de metro. Beleza entao.

Dai minha fofa falou que esse ano eu comecaria a dirigir, ja que o baby iria crescer e eu ia ficar bored. Que eu poderia leva-lo em parques e tal. Entao uma das primeiras coisas que eu fiz aqui foi ver sobre a drivers license. Dai acabou que eu nao consegui tirar, era muita informacao e "ah, deixa pra depois". Dai eu conheci o Bobby e ele queria que eu dirigisse no carro dele, entao nada mais sensato que eu tirar a drivers ne? Comentei com minha fofa e ela disse que nao queria que eu tirasse, porque senao o seguro ia ver que tinha mais gente com drivers morando aqui em casa e por isso iam cobrar mais caro, mesmo eu nao tendo que dirigir o carro deles. E que eles nao tinham condicao de pagar o seguro. Entao ta ne? Nao cai nessa, mas como que discute?

Eu tava de boa com isso, com o fato de nao ter que dirigir, com o fato de ficar trancada em casa durante a semana. Ai a Sally mudou pra ca e a gente fez academia por um tempo, e eu vi o quanto eh bom sair de casa depois de um dia de trabalho. Dai juntou com o fato de eu ter que fazer minhas aulas aos sabados de manha porque dia de semana a noite eu nao tenho como ir pra escola, eles nao vao me levar/buscar no metro de noite e eu nao posso pegar o carro e dirigir por conta propria.

Principalmente depois de semana passada que eu fiquei literalmente trancada dentro de casa, eu percebi que nao consigo viver mais assim. No Brasil mesmo nao tendo carro, eu tinha a liberdade de andar 7 minutos ate o ponto de onibus e ir pra onde eu quisesse, a hora que eu quisesse. E eu me dei conta que eu vim pra ca pra aproveitar os USA, e nao so durante os fins de semana, que eu mais fico em casa do que tudo, ja que eh a unica chance que eu tenho de ver o Bobby.

O que me faz pensar tambem que se eu nao namorasse, como iriam ser meus fins de semana? Eu ia pegar um bus e ir pra NYC todo weekend? Ou pra qualquer outra cidade, gastando com transporte/estadia/alimentacao? Eu tenho muita sorte de ter um namorado que me busca/tras todo fim de semana, ja que eh a unica chance que eu tenho de sair de casa.

Dai eu vejo todas as meninas au pairs no grupo comentando como saem dias da semana. Se querem ir ali na Starbucks comprar um cafe, so pegar o carro e ir. Aulas durante a semana? Opa, so me matricular. E enquanto isso eu to no deadline pegando a ultima aula que eu posso, num horario nojentinho de sabado de manha. Tudo porque eu nao posso durante a semana. E a parte ironica disso tudo eh que meu schedule permite, ja que eu fico off as 4:30-5 no maximo. A maioria das aulas comeca as 6:30-7pm, entao mais que suficiente pra se arrumar.

Eu sei que minha fofa fala que me leva aonde eu quiser, mas eu nao gosto de depender dela. Vamos supor que eu quero ir no supermercado comprar chocolates, coisas gostosas e tal. Ai vou com ela, ela fica la me olhando e pensando "po, a gente tem que comprar comida pra ela e ela ainda vem aqui comprar mais?". E obvio que ela nao vai estar sempre disponivel pra ir comigo aonde eu bem entender. E se eu quiser ir ao cinema durante a semana? Como fica?

Sei la sabem... nao sei se essa irritacao eh valida ou nao... Eu tenho uma HF maravilhosa, que compensa por muita coisa, e ate agora, compensava por isso tambem. Mas so de pensar em passar outro ano trancada em casa durante a semana, sem poder ir ali fazer qualquer coisa, eh fogo. Por mais que eu goste de ficar no meu quarto jogando, tem hora que enxe o saco e tem hora que eu quero poder sair pra comer uma coisa gostosa, comprar alguma coisa, enfim. Acho que motivos existem aos montes.

Ai tudo piorou quando uma guria postou no grupo que a HF ta procurando au pair, e ela eh da minha agencia e mora aonde? Na cidade que o Bobby mora. Na vizinhanca mais linda que existe la. Ele me levou de carro la esse fim de semana (porque eu fiquei obcecada com o lugar e queria ir la de novo, hahahahaha) e eu quis morrer. Tem uma pista de caminhada e um parque lindos em volta, da pra fazer tudo andando e tem um centro cheio de lojas em frente, com supermercado, academia, Starbucks, enfim, coisa mais linda.

O que me faz pensar que quem mora em suburbio, igual a mim, tem acesso ao carro. Coisa que eu sei que nao vai acontecer aqui, mesmo os dois carros ficando na garagem quando eles chegam em casa. Eu nao posso usar, nao posso tirar minha drivers license, ou seja, meu destino eh depender da Sally se eu quiser sair (o que acaba em julho, ja que ela volta pra Alemanha) ou ficar aqui sofrendo em silencio.

Eu nao sei o que fazer. O Bobby acha que eu deveria conversar com a fofa, falar que poxa, eu so tenho 21 anos, que eu vim pra ca pra conhecer mais lugares e nao pra ficar em casa todos os dias. Que eu queria estudar durante a semana tambem, e ter a oportunidade de sair pra fazer qualquer coisa quando eu quisesse. Que as vezes eu fico bored e isso implica no meu humor, e que eu quero muito extender com eles, mas que eu nao consigo mais viver assim.

E eu fico pensando, eu sei que eu vim pra trabalhar. Mas na boa? Eu vim pelo pacote. Se for pra ficar trancada dentro de casa a semana inteira, parecendo que nem nos USA eu to, eu prefiro ficar trancada na MINHA casa.

6 comments:

  1. Letícia Santa CruzMay 1, 2012 at 10:17 AM

    Desabafar faz bem! no estágio que vc está acho que deveria conversar com sua fofa, afinal isso tem a deixado, mal, fala que eles realmente são tudo, mas que este quesito tem pegado, e ver o que vc pode aguentar.

    ReplyDelete
  2. Li seu post inteiro aqui e no grupo, e nossa, situação complicada, mas acho que vc deveria falar com sua host e só ficar com eles se muitas coisas mudarem. Msmo que eles sejam ótimo, seu ano pode ser muito mais do que isto, do que ficar em casa todos os dias da semana ou ter o cel cortado para economizar.
    Mas boa sorte com tudo, seja clara, e explique seu ponto de vista. Boa sorte :)
     

    ReplyDelete
  3. É, pois é Larissa, a situação é complicada mesmo.
    Sei como é difícil a insegurança para dirigir, no começo eu era assim também aqui no Brasil, agora eu vou pra qualquer lugar se me deixarem.
    No meu caso eu só fecharia com uma família que tivesse carro, e foi o que eu fiz.
    Mas tenta pensar pelo lado positivo, se você quer mesmo ficar com a sua family, conversa com eles, acredito que seja melhor mesmo.
    De qualquer forma alguma au pair vai fica no lugar da Sally, não vai ?? Vira amiga dela também !! Rs.
    Beijosss

    ReplyDelete
  4. Larissa NogueiraMay 3, 2012 at 12:15 AM

    E o medo da conversa, Leticia? hahahaha mas ai, tem pegado muito forte mesmo viu

    ReplyDelete
  5. Larissa NogueiraMay 3, 2012 at 12:16 AM

    Realmente flor. Eles sao otimos, mas o ano pode ser melhor, com uma familia otima E um schedule legal :) Brigada pelo apoio

    ReplyDelete
  6. Larissa NogueiraMay 3, 2012 at 12:16 AM

    Nath acho que meu maior problema eh que ngm poe um carro na minha mao pra me ver dirigindo, sabe?
    Nao vai nao...eles vao por a kid na escolinha e vao se mudar daqui :(

    ReplyDelete