Mar 29, 2012

#76

Oi gente! Eu queria começar o post de hoje agradecendo todo mundo que veio no post anterior comentar e me dar apoio. Acho que a crise dos seis meses bateu forte, e com tudo que aconteceu, só me fez repensar a decisão de continuar aqui ou não. Mas a gente tem que ser forte e colocar nossos objetivos à frente de qualquer coisa, então hoje de manhã acordei com uma agradável surpresa no meu email:

Dear Larissa, Your host family has filled out an extension application to extend with you for another 12 months but we are missing your extension application.

Ou seja, agora não tem mais volta! Correr pra conseguir guardar o dinheiro que eu preciso pagar pra extender (quase $300, mas minha fofa disse que vai me ajudar com metade) e resolver se eu pago de novo pelo seguro saúde completo ou se fico quieta com o básico, já que eu nem usei meu seguro (se eu resolver pelo completo, tenho que pagar quase $500, e não sei se a fofa iria me ajudar com esse.)

Todo mundo sabe que pra extender, a gente tem que completar 6 créditos né? Pergunta aí quantos eu completei... nenhum. Enrolei até falar chega e nunca achei nenhuma class que me interessasse. Até que no começo do mês eu achei um ESL de duas semanas, que me daria os 6 créditos, na Sojourner Douglass. Mas eu não estava realmente feliz com essa opção. Daí passou o tempo e as vagas acabaram. Hora de achar alguma outra coisa, e minha fofa veio com duas classes nesse mesmo college, uma de História Americana e outra de Linguagem de Sinais. Olhei pra cara dela e falei que meu interesse nisso era zero, achei mais duas classes nesse mesmo esquema de weekend: um preparatório pro TOEFL de um fim de semana e uma classe de Art History, de dois. Mas ainda assim, eu não tava feliz. Pra que que eu ia usar uma aula de Art History? Ficar o dia inteiro no museu?

Até que ontem pesquisando até falar chega, cheguei ao website da LADO. Eles tem ESL em duas opções: de segunda a quinta das 6:30pm até 8:30pm e aos sábados de 9:00am até 1:30pm. São 8 semanas e o curso custa $480 e dá 7.2 créditos (dias da semana) e $220 e 3.6 créditos (sábados). O college tem 3 campus, um em DC que fica mais ou menos perto do zoo, um em Arlington (que fica na VA) do lado da estação de metrô da linha azul (a mesma que tem aqui pro meu lado) e um em Silver Spring, que fica a 40 min dirigindo aqui de casa, e a 25 min dirigindo da casa do boyfriend (que é quem vai me levar e buscar).

Conversei com a fofa ontem e ela achou melhor eu fazer a de sábado, pois como eu não tenho carro, eu teria que pegar metrô e ela teria que me buscar da estação muito tarde. O curso tem 10 níveis, antes de começar eu preciso fazer um teste pra ver qual nível eu me encaixo, e cada nível é subdividido em A e B. Vou fazer o nível "X"a e o "X"b eu faço por conta própria, pois meu deadline pra terminar o curso acaba dia 16 de agosto, e o segundo curso acaba dia 25 de agosto. Então o que ficou resolvido foi: faço o primeiro curso aos sábados, que começa dia 5 de maio e vai até o dia 23 de junho, e faço o preparatório pro TOEFL que é no fim de semana de 14/15 de julho. Daí por conta própria eu começo o nível "X"b na LADO aos sábados. Pros créditos do segundo ano, eu já vou ter 0.6 que aproveitarei do primeiro curso de sábado, e aí vejo o que eu faço, se aplico pro CC aqui perto de casa, enfim. Tenho que ver o que rola.

Eu dei a opção pra minha fofa de sair da agência e ao invés de pagar a agência, pagar o CC, eu mudava o visto pra estudante e continuava aqui trabalhando como au pair, mas fora da agência, mas minha fofa é muito correta e morre de medo de alguém pegar, então a gente achou melhor não. E basicamente é isso então, vou extender com eles e seja o que tiver de ser.

Mar 22, 2012

#75

Oi gente! Vim aqui contar mais um episódio dessa vidinha malandra de au pair. No post passado eu comentei que não iria no jantar do aniversário do meu fofo por falta de afinidade com ele, né?

Recapitulando: quando eu cheguei aqui, ele foi um amor, falou que era nossa casa ao invés da casa dele, me chamou pra ir jogar Wii com ele no basement no meu primeiro fim de semana, enfim, tudo lindo e ótimo, uma perfeita lua de mel. Problema foi que com a convivência e principalmente depois que eu comecei a namorar, ele mudou um tanto. Mas eu nem dei muita bola no começo porque eu sabia que ele tava estressado com o projeto do mestrado dele. Beleza.

O problema foi que as coisas foram crescendo e virando uma enorme bola de neve. Depois de seis meses morando aqui (é amanhã, gente!) nosso relacionamento passou de suportável pra algo que nem tem nome. Eu evitava vê-lo sempre que possível e toda vez que eu tinha que vê-lo, eu sentia uma onda de antipatia emanando dele. Não nego que eu fui criando antipatia também, mas era algo que eu conseguia lidar. Principalmente depois que eu comecei a academia, e não precisei mais jantar com eles, eu passei a vê-lo quase nunca e isso não fazia com que eu me sentisse tão out of place.

O que pegava era que ele nunca me dava bom dia/boa tarde/boa noite. Quando ele chegava antes da minha fofa, ele simplesmente pegava o E dos meus braços e falava que eu tava off. Quando a gente se cruzava no corredor por acaso, era sempre um silêncio constrangedor e ele me olhando com a cara fechada. Mas quando ele decidia conversar comigo, era sempre pra fazer uma brincadeirinha de mal gosto/ofensiva. Nada que me desrespeitasse, mas o suficiente pra me deixar sem graça.

Minha fofa conversou com ele várias e várias vezes, ele melhorava por dois dias e no terceiro, puff, tava lá com a carona amarrada pra mim de novo. E eu como uma boa canceriana sempre pensava que o problema era comigo, que eu tinha feito algo errado, que ele não gostava de mim e nem de me ter morando aqui. Fui criando aquele escudo legal contra ele e praticamente só falava com minha fofa (que sempre foi um amor de pessoa comigo).

Mas hoje foi o fim da linha. Até alguns minutos atrás, eu achava que pro lado negativo. Mas deixa eu contar a história toda...

Como eu disse no post anterior, hoje é aniversário do fofo. Eu fiquei sabendo de manhã que todos iam jantar fora e fui convidada, neguei pra fofa bem educada e pensei que eu não ia de jeito nenhum, eu sabia que se eu fosse 1) eu ia trabalhar, querendo ou não e 2) eu ia me sentir muito desconfortável. Resolvido então, eu não ia.

1:30 da tarde fui agraciada com a presença do fofo, que foi dispensado mais cedo do serviço como presente de aniversário. Então ele passou o dia aqui comigo, na sala me "vigiando" tomar conta do E. O eletricista veio aqui e o conserto ia ficar mais que 300 doletas, mas ele fez alguma coisa que consertou e ficou só 30. Nisso meu fofo veio me avisar que minha fofa tava com muita raiva de mim, que ela não era de ficar brava mas que isso tirou ela dos nervos. Mas junto com isso, falou que ela me ama, que o E me ama, que todo mundo me ama, e eu finalmente falei pra ele que tinha a impressão que ele não gostava de mim, mas que a fofa sempre dizia que ele era fechado assim mesmo e nunca conversava com ninguém.

Aí ele se justificou e falou que depois de passar o dia trabalhando com criança, ele quer sussego e tal, que não era nada pessoal. Junto com isso ele me deu a deliciosa notícia que ia tirar a TV do meu quarto e que a partir de hoje é pra eu secar o cabelo no banheiro. Ainda falou mais umas coisas que nem convem colocar aqui, mas enfim, que me deixaram chateada, ele faz brincadeirinha incoveniente e fora de hora demais, e isso me chateia.

Daí quando deu 4:30 minha fofa chegou e foi botando ordem na casa pra todo mundo se arrumar, me perguntou de novo se eu ia e eu falei que não, que era o tempo deles em família, ocasião especial e tal. Aí eu pedi desculpas pelo estrago na fiação e ela me tranquilizou, falou que não era culpa minha e pra eu não preocupar com isso. Aí eu comentei que o meu fofo  falou da TV, ela virou pra ele na mesma hora perguntando como assim, que não era necessário, daí ele se justificou falando que não era tirar a TV e sim trocar por uma nova, porque a que eu tenho é muito velha e consome muita energia e tal. Nisso ela conversando comigo, falando pra eu não me sentir desconfortável, que era minha casa também, que eu ia morar aqui outro ano então que eu precisava me sentir parte da família e tal, e que queria muito que eu fosse.

Nisso meu fofo diz "It's my birthday, I don't want her to come". Pronto, pensa numa Larissa segurando o choro até falar chega. Minha fofa abriu a boca em protesto e começou a brigar com ele, falando que como que ele fala isso e tal. Nisso ela subiu pra se arrumar e eu continuei com o E no colo. Meu fofo vira pra mim e fala que se eu acho que ele não gosta de mim, que ele não pode fazer nada contra isso. Beleza né, depois do que ele tinha acabado de falar eu nem precisava de confirmação nenhuma. Daí ele falou que dessa vez até passava, mas próxima vez eu iria sair com eles sim senhor.

Enfim, eles saíram e eu vim pro meu quarto, umas 2 horas depois minha fofa bateu na minha porta perguntando se eu tava bem, se eu tinha comido, que eles tinham trago comida e tal, nisso eu falando que tava bem, ela virou e falou que eu parecia estar tão triste, aí eu falei que não tinha gostado do que meu fofo tinha falado, mesmo que fosse só de brincadeira, mas que eu entendia que o jeito dele era assim mesmo, aí ela falou que não tinha gostado também, que ele brinca sendo maldoso e faz isso com todo mundo, mas que ia falar com ele mais uma vez e a gente ia ver o que que dava. Ainda falou que a saída não foi completa sem mim, que não parecia certo. Nisso eu chorando já, falando que tava tudo fine, ela foi e me deu uns três abraços apertados e saiu.

Passou uns 20 minutos batem na minha porta de novo, eu crente achando que era ela, não. Era meu fofo falando que a gente precisava conversar, entrou, fechou a porta e sentou no sofá, eu tremendo as bases sentei também, né? Aí a primeira coisa que ele me perguntou foi se ele tinha hurt my feelings, eu resolvi ser transparente e falei que tinha sim, que foi exatamente por isso que eu não queria ir, porque eu sentia que ele não queria minha presença em lugar nenhum. Nisso ele vira e fala que eu hurt os feelings dele em não ir no aniversário dele, que eles todos me amam e que eles ficaram lá sentados com o pensamento que eu tava aqui chateada, e que teria sido melhor se eu tivesse ido, que eu nunca saio com eles e tal.

Aí eu falei tudo que eu pensava, todas as vezes que a gente se cruzou no corredor e ele me olhou de cara feia, todas as vezes que eu descia na cozinha pra pegar água e ele ia lá só pra ver o que eu tava fazendo, todas as piadinhas de mal gosto, o fato de sentir que ele constantemente me vigiava, o quanto eu achava que ele não me queria na casa dele. Nisso ele simplesmente me abraçou. Choquei né, fiquei parada e ele começou "se eu não gostasse de você, eu falava, se eu não gostasse de você eu tinha subido pro meu quarto hoje ao invés de ficar lá embaixo com você e o E". A gente conversou bastante, ele pediu que eu descesse pro basement pra jogar meu videogame de vez em quando, pra eu ir hang out com eles, falou que quer que eu traga o videogame pra lá porque ele quer brincar também, falou que depois de ontem, que eles acharam que eu ia descer pra dormir no basement, eles viram que eu não tava confortável, já que eu preferi ficar no meu quarto sem luz, falou que quando tiver muito quente, o attic (vulgo meu quarto) não vai esfriar o bastante e eu vou precisar dormir lá embaixo, enfim, falou um monte, que o que aconteceu ontem poderia ter acontecido com qualquer um, que ele vai providenciar uma TV nova e que quando ele receber um aumento, quem sabe até terminar de construir o quarto no basement. Falou mais uma vez que eles me amam e que eu vou passar outro ano aqui, e que eu tenho duas escolhas, ou eles começam a me tratar como a au pair ou como parte da família, que inevitavelmente eu vou me tornar parte, já que eu vou ficar aqui por mais 1 ano e seis meses. Além disso ele falou que ele é um asshole assim mesmo e que esse era o jeito dele de brincar, sendo mal. Aí ele saiu e eu caí no choro pela terceira vez no dia.

Então é isso. Hoje eu nem tenho estrutura pra ir descer e fazer nada, mas a partir de amanhã veremos como vai ser. Ele vai ficar aqui o dia todo, meu mais velho também, vai ser um inferno mas ao mesmo tempo vai ser bom pra gente ver se o santo bate mesmo. Aos poucos eu fui ficando mais confortável em alguns setores aqui e mais desconfortável em outros, eu fui ler um post meu de quando eu tinha chegado aqui, eu tive a coragem de descer na cozinha as 11 da noite pra pegar comida, hoje eu nem vou no banheiro as 10 mais. Eu admito que a culpa não foi só do fofo e foi muito minha também, eu me fechei completamente e só ficava no quarto, achando que tava sendo um incômodo pra eles. Acho que as coisas vão melhorar agora (ao menos eu preciso acreditar) e meu fofo nem sabe o quanto aquele abraço significou pra mim. As coisas com a fofa sempre foram um amor e eu sempre soube que ela gostava de mim e do meu trabalho, mas ter a "aprovação" do fofo fez toda a diferença. Acho que agora sim, eu posso chamar esse lugar de home.

#74

Oi gente! Ontem o dia tinha tudo pra ser lindo, mas como Murphy me ama DE-MAIS tudo virou de cabeça pra baixo. Enfim, eu explico: depois que minha fofa chegou e pegou o E, eu finalmente estava off as 2:30 da tarde. Preparei algo pra comer, subi pro quarto, assisti um episódio de How I Met Your Mother e fui tomar banho, lavei a cabeça e tal.

Tava super animada pras muitas horas que eu iria passar fazendo o que eu quisesse... Assistir seriado, jogar videogame, enfim, ia fazer a festa! Pra quem me conhece sabe que o que eu mais amo nesse mundo eh ficar sozinha em casa.

Fui secar meu cabelo e deixei uns pizza bites esquentando no microondas do meu quarto, e a tv já estava ligada no próximo episódio. Quando DE REPENTE pufff, o secador parou de funcionar, pensei "beleza, vamos trocar a tomada". Nada. Foi quando eu resolvi olhar pra tv e vi que ela tinha desligado tbm... Boa, Larissa!

Isso acontece toda vez no quarto do namorado quando eu invento de secar meu cabelo lá, e ele sempre reativa a caixa de energia e tudo volta ao normal. Liguei pra ele e desci pro basement pra achar a tal caixa, liguei e religuei tudo, e nada. A casa toda tinha energia exceto meu quarto.

Liguei pra minha fofa avisando e ela disse que quando chegasse em casa (uma hora mais tarde) iria tentar arrumar.

Durante esse tempo fiquei assistindo seriado no notebook até a bateria acabar, quando eles chegaram meu fofo subiu pra pedir pra eu tirar tudo da tomada, tentou quinhentas coisas e nada funcionou, ele no telefone com um amigo eletricista dando as coordenadas e tal, enfim.

Desci pra jantar e minha fofa disse que se eu quisesse eu podia dormir no basement, eu recusei e falei que nao tinha problema, que eu ia tentar dormir mais cedo... Subi pro quarto e logo escureceu, dai minha fofa subiu com uma lanterna elétrica pra mim! Li um pouco e umas 9hrs cai no sono.

Hoje o eletricista vem pra tentar arrumar, e além disso, eh aniversario do meu fofo. Semana passada minha fofa falou que eu iria trabalhar mais hoje porque ela iria sair pra jantar com ele, eu iria ficar com o E e a avó dos meninos ia ficar com o mais velho.

Ou seja, desde semana passada eu já tinha planejado levar o E pro meu quarto e deixar ele brincando e tal e eu iria jogar até meus fofos chegarem. Mas sem luz meu destino ia ser ficar aqui super bored até ele ir dormir.

Mas Murphy ficou com dó de mim e minha fofa decidiu sair pra jantar com a fofaiada toda hoje, e no fim de semana eles vão viajar e ter o "jantar romântico" de aniversario, enquanto os meninos ficam com a avó.

E eu fui convidada pro jantar de hoje, mas nao sei eu vou ou nao. Meu fofo e eu nao somos exatamente os melhores amigos do mundo, e o único motivo que ele gostaria de me carregar junto eh o fato que eu vou olhar os meninos, e sinceramente depois do dia que eu tive ontem, eu dispenso. Ainda mais que amanha o mais velho nao tem aula, olha que delicia...

Mar 21, 2012

#73

Oi gente!! Eu lembro que tinha "prometido" tentar escrever todos os dias.. Mas olha, tem dias que são tão boring que nem compensa...

Anyway, vamos as "novidades": ontem eu estava aqui durante a manhã tranqüila, mais um dia normal, o E tava dormindo e eu mexendo no celular, até que do nada minha fofa chega. Eu já fiquei meio assim porque nao gosto que ela me veja a toa, mesmo que todas as minhas tarefas já estivessem feitas... Toda vez que ela chega ele ta dormindo e eu fazendo nada, hahahaha. Mas graças a deus com tudo prontinho já, então ela sabe que eu nao só coço o dia inteiro.

Então, dai ela chegou e eu já vi que tinha algo errado, dai ela começou a me explicar que a avó dela estava entre a vida e a morte e que ela ia arrumar a mala e ir pra PA, que eu ia ficar com o E até umas 4:30 e a avó paterna dele ia pegar o DJ na escola e vir ficar com eles pra eu ficar off.

Na hora já fiquei meio assim... A mãe do meu fofo eh tipo ele, meio "elitista" e me ignora solenemente. Mas beleza né? Eu ajeitei as mamadeiras, descongelei uns vegetais que ele come em forma de papinha, enfim, deixei tudo a mão pra ela.

Fiquei morrendo de dó da minha fofa, eu a abracei e ela desabou no choro, tadinha. Mas acho que fiz o meu melhor pra tentar acalmar o coração dela um pouquinho.

Ela foi e eu fiquei aqui esperando. Além disso, ela pediu pra que hoje eu começasse as 6 pra ajudar meu fofo com o baby. Deu 5 horas e a mãe dele ainda nao tinha chegado, eu tinha combinado com a Sally dela passar aqui as 5 pra gente ir pra academia, mas passou um pouco e a mãe dele chegou, deu um oizinho de longe, catou o E do meu colo e eu subi pra me arrumar. A Sally chegou e eu vim dar tchau e avisar aonde tava tudo, bom, já sabia né? Fui ignorada. Dei tchauzinho pras paredes e saí.

Cheguei umas 8 e pouco e fui tomar banho (acabei com a frescura de nao querer tomar banho depois que o baby ta dormindo, eh minha casa, ninguém mandou eu nao ter banheiro e eu que nao vou chegar da academia suada e ir dormir assim) e desci pra fazer meu sanduíche de atum (outra frescura que já tava na hora de morrer, nunca descia pra cozinha depois que eu subia pro quarto, mas né? Nao vou ficar sem janta) e aí sim fui pro quarto. Nem vi meu fofo mas vi a bagunça que a cozinha tava, gente, quem consegue bagunçar daquele tanto em 2 horas? Sem noção.

Dai hoje acordei as 6 quase morrendo, mas desci e tava tudo escuro ainda, quando eu sai do banheiro fui direto pro quarto do E e separei a roupinha pra colocar nele, dai meu fofo sai com a fofaiada toda do quarto. Peguei o E e fui por a roupinha e trocar a fralda, quando eu desci meu mais velho tava comendo já e meu fofo até conversou um pouco comigo, fiquei boba, hahahahha. E ainda pediu pra eu fazer a cama dele (minha fofa obriga ele a fazer, acho otimo - mas melhor eles sairem logo e eu fazer do que meu fofo ficar aqui enrolando).

Dai eles foram embora e eu To aqui morrendo de sono (era pra eu ta acordando agora) mas beleza, porque minha fofa chega 1 Pm e vem aqui buscar o E pra eu ficar off mais cedo.

Hoje o dia vai ser tranquilo, é dia de laundry, as roupas do E já estão na maquina, as do DJ estendidas (mais tarde eu dobro e guardo e passo as calças da escola), vou por a dishwasher pra rodar porque me da aflição esperar aquele troço encher pra eles colocarem pra funcionar (sempre fica entulhado e por causa disso, nunca fica limpo o bastante), e claro, vou organizar a bagunça que meu fofo largou, porque a pessoa nao eh capaz de lavar uma mamadeira, então tem três espalhadas pela casa, nao eh capaz de dobrar uma fralda usada e jogar no lixo, então a Au pair sai jogando as fraldas de xixi no lixo, enfim, vcs entenderam como que é a vida de princesa, né?

Pra completar, a Sally ta sem o carro hoje, então no gym today! Já viram tudo né, vou dormir até amanha, hahaha. Beijo procês gente!

Mar 13, 2012

#72

Oi gente! Venho hoje com ótimas notícias! Lembram do meu post sobre alimentação aqui? Que eu falei que tinha que tomar vergonha na cara e começar a agir? Bom, eu não digo que comecei a me alimentar de forma mais saudável (ainda tenho que me reeducar muito nisso), mas comecei a mexer o corpitcho. Daí vcs me perguntam, como??

Eu já tava alimentando a idéia de comprar uma bike há um tempo, tinha até falado com minha HM sobre isso, mas ela achou bobagem, o tempo tava frio, eu não ia ter tempo, etc etc. Aí eu larguei de mão. Mas agora que o namorado tá fazendo academia, dieta e o caramba todo, perdeu 25 pounds em 2 semanas, eu vi que era hora de eu começar a agir também, senão ficava pra trás fácil fácil. Esse sábado fomos numa loja chamada Dick's (piadinhas infames a parte) e compramos uma bike. Eu comprei uma com 7 marchas e um negócio que eu não vou saber nunca o nome, mas é tipo uma mola na roda da frente que ajuda a bike a não pular tanto. Paguei $159 nela. Ele comprou uma com 24 marchas, com trocentas coisas "profissas" e roda de mountain bike, pagou $400 e cacetada. Acho que pra mim a minha foi ótima, era pra mulher, então o assento é mais largo, e cumpriu o que prometia.


Então ficou combinado assim: por enquanto a bike fica na casa dele, já que ele não tem como ficar tirando a roda e colocando toda vez que eu voltar pra casa. Nos fins de semana a gente pedala no parque que tem atrás da casa dele, esse sábado pedalamos horrores. Se futuramente ele comprar um apoio que põe no carro e que dá pra por a bike, aí eu trago ela de volta todo domingo. O problema é tempo pra andar... Sabem porque?

Porque eu comecei a academia também! Todo mundo com carinha de OOOOOOOOOOH :O! Pois é pois é, hoje foi meu primeiro dia e eu amei. E eu pra AMAR uma academia, é porque tem que ser boa mesmo viu? Contar como que foi: eu tenho uma vizinha que é au pair, mas assim, vizinha literalmente mesmo, mora no mesmo condomínio que eu. A HF dela já teve 2 au pairs antes dela, eu nunca conheci nenhuma (todas são alemãs - aliás, ela me falou hoje que a última que não quis me conhecer, porque não mexia com gente da América do Sul... então tá, né?) mas obviamente, as 2 últimas entraram de rematch. Daí essa veio tem 2 semanas, na quinta passada minha HM a viu no playground e saiu correndo pra dentro de casa pra me chamar, pra eu ir lá conhecer a menina. Aí conversamos um pouquinho e beleza, entrei pra dentro de casa.

Domingo agora a gente teve meeting (ela é da CC, logo do meu cluster) e a gente foi patinar no gelo... quer dizer, elas patinaram, eu me arrebentei. Juro, levei todo mundo pro chão comigo, minha LCC chorando de rir. Mas foi divertido. Ai a minha vizinha, que btw se chama Sally, ficou do meu lado o tempo todo, a gente super conversando e tal, ela é muito muito legal! Ela comentou que tinha membership na Gold's Gym (a mesma academia que eu tinha olhado há meses quando eu tava no Brasil ainda, achando que eu ia poder fazer) e que não queria ir sozinha. "Então tá né, eu vou contigo."

Ela me buscou hoje as 5pm, minha HM chegou em casa 4:15 e pegou o baby e levou com ela pro trabalho. Ela vai chegar todo dia mais cedo pra dar tempo de eu ir, achei muito fofo. Eu fico oficialmente off às 4:30, mas ela geralmente chega umas 4:50, por aí, aí eu fico conversando com ela sempre, brinco com o mais velho um pouco e subo umas 5:15, 5:30. Mas agora com academia todos os dias, meu horário vai ser cumprido certinho. Nosso plano é ir todos os dias, até pq ela só tem mais 4 meses de US :(. Então eu tomei um banho rapidinho e 5 horas ela tava tocando a campainha.

Tchô explicar pra vocês como que a academia funciona: quem tem membership paga $30 mensalmente. Porém, pode levar convidados. Ou seja, eu vou como convidada dela, sem pagar nada, e dou $15 pra ela todo mês. Assim nós 2 fazemos academia por $15. Nem sei como eu vou fazer quando ela for embora, porque eu quero continuar fazendo... acho que vou tirar minha DL e ver se minha HM empresta o carro pra eu ir... planos, planos...

Enfim, chegamos 5:30 prontas pra aula de Pilates, e 6:30 iríamos fazer aula de Zumba (dança africana). Mas ela tinha olhado o horário errado, e na verdade as aulas eram 6:30 e 7:30, respectivamente. Fazer o que ne? Fugimos pro Dunkin Donuts (mas só pra tomar um café gelado!) e ficamos no carro fofocando. Daí beleza, 6:20, hora de voltar. Eles tem lockers (vc tem que levar seu próprio cadeado), então guardamos as bolsas e fomos pra aula de Pilates (lotadaaaa).

Gente, que delícia. Assim, claro que eu morri de dor, você contrai todos os músculos, enfim, uma beleza. Mas adorei. Dai saimos pra aula de Zumba, e gente, que treco difícil... Alguém aí que é fã de Friends e lembra a aula de sapateado que a Monica inventou de fazer? Professor na frente fazendo os movimentos e todo mundo seguindo? Então, é bem aquilo mesmo... e eu e a Sally estávamos igual a Monica, totalmente perdidas.


Aí eu peguei o jeito um pouquinho. Mas o highlight da aula foi quando começou a tocar... A DANÇA DA MÃOZINHA. Gente. Gente. Pensa numa adolescente que dançava isso nas festinhas de família? Então, encarnei o espírito, lembrei a coreografia (que é a mesma que o professor tava usando, diga-se de passagem) e até cantei. Aí a gente foi embora, hahahaha.

Além das aulas (todo dia tem uma diferente, várias no mesmo horário, vc só entra na sala e começa a fazer, as vezes tem que assinar uma lista, nada de mais) e tem também os aparelhos. Esteira, Elliptical e uns outros que nem sei o nome, levantamento de peso e até uma corda pra tu subir. Opção não falta! Embora hoje tenha sido bem divertido, a gente resolveu fazer só uma aula e matar a outra hora nos aparelhos mesmo. Eu adoro esteira, então não vou ter problema com isso.

Então sei lá, pra quem tiver oportunidade, eu acho que vale muito a pena começar. Academia aqui não é aquela coisa maçante (que pelo menos pra mim, era) igual no Brasil, é você por você mesma. Aliás, quem faz membership tem um personal trainer por tempo limitado, mas tem. Só querer usar, hahaha.

E pra terminar, vim desmistificar o fato que americano vai arrumado pra academia; quem se empiriqueta toda é brasileira, aqui eles não estão nem aí. Todo mundo com cabelo pra cima, blusa larga, calça moleton ou legging, ninguém liga pra nada. E aquele outro mito que só tem gente magra na academia, também morre aqui. Vi muitos gordinhos e gordinhas malhando pra valer. Então gente, força de vontade que todo mundo consegue começar um dia! Se até eu consegui... :D





Mar 6, 2012

#71


Oi gente! Hoje trago algumas diquinhas de como viajar por aqui, sites pra comprar tickets de shows, sites pra comprar tours, preços de academias e outras coisinhas em geral. Espero que seja de ajuda pra alguém :D

Passagens de ônibus:

Muita gente não gosta de viajar de bus, tô errada? Mas aqui é tudo tão "tecnológico" e ao mesmo tempo tão baratinho, que a viagem até compensa. Ônibus com wifi, tomadas, televisões e ar condicionado não é só pra quem pode por aqui. Au pair pode e deve desfrutar do "luxo" concedido, hahaha!
Sempre lembrando que eu me baseio no trecho Washington DC - New York

http://www.megabus.com/: primeira opção de toda e qualquer au pair. Os ônibus tem 2 andares e às vezes, vc até ganha uma garrafinha d'agua. Os preços vão de $1 até $23, aproximadamente. A companhia atende vários estados e se você comprar a passagem pra bem de noitão, o preço pode sim ser $1.

http://www.tripperbus.com/: esse é pra quem for sair de Bethesda. Custa $25 e eu nunca viajei com eles, mas a Gabs já, e diz ela que gostou.

http://www.gotobus.com/: a maioria das vezes que eu fui pra NY, eu comprei por eles. O site mostra diversas companhias que atendem o trecho que você quer, e o preço vai de $9 até $30. PORÉM eu coloquei o site aqui como um ALERTA, pois eles não estão operando mais no mercado, mas ainda assim vendem as passagens pelo site. PORTANTO galera, atenção: NÃO COMPREM MAIS NO GOTOBUS

http://www.dc2ny.com/: uma das companhias que eu comprava pelo gotobus, até que eu descobri que eles tem site próprio. Uma das melhores, o preço varia entre $20-$30 e o "guia" do bus é um cara super gente boa.  Eles te pegam em Dupont Circle e te deixam na Penn Station.

ps: vale olhar o greyhound, peterpan, bolt bus também, mas eu nunca achei por preços menores que os que eu falei acima.

Ingressos de shows:

Com certeza eu não sou a única que ama um show, né? Embora por aqui os ingressos sejam bem mais baratos, as vezes eles esgotam rápido, ou o preço vendido pelo site oficial é uma piada. Por aqui não tem "cambista" igual a gente conhece no Brasil, ou pelo menos, não vendendo na porta do local. Porém tem os cambistas-online, em que você pode conseguir um good deal no seu ingresso.

http://www.livenation.com: site "oficial" da maioria dos shows. Tem como ser avisado por email dos próximos shows na sua área, eles dividem por categoria, super personalizável. E geralmente eles abrem pré-venda pra uma determinada categoria (clientes american express, visa, etc)

http://www.ticketmaster.com/: mesma coisa do livenation, as vezes os preços são os mesmos, e funciona do mesmo jeito, avisando por email e tal.

http://www.ticketliquidator.com: o cambista-online. Sempre vai ter alguém vendendo ingresso pro show que já foi esgotado, as vezes por preços justos, as vezes não. Vale dar uma olhada.

http://tickets.ramsheadonstage.com/: esse é pra quem tá aqui em MD. Esse "festival" convida diversos artistas pra vir tocas, e tem muita banda independente e desconhecida que vale a pena conhecer.

http://www.bowerypresents.com/: mais um que traz vários artistas independentes (muitos dos quais eu sou apaixonada, hahahaha). Vale a pena conferir também.

Academias:

http://www.goldsgym.com/: tem em quase todo canto do país, tem promoção direto pra novos clientes e dependendo da promoção que vc pegar, pode pagar até $9,99 por mês na academia. Tem diversas modalidades e aulas, sempre acompanhadas por um profissional.

http://www.worldgym.com/: mesmo esquema da goldsgym, tem no país todo e vários programas de treinamento, com professores te acompanhando.

http://planetfitness13-px.rtrk.com/: se não me engano, é uma rede nova de academias que tá abrindo franquia no país inteiro, vale conferir!

Tours:

http://www.taketours.com/: eles vendem diversos pacotes por todo o país (e até pra fora!) e modelam a viagem de acordo com a sua preferência, sempre dando opções de quantos dias vc quer passar fora e tal. E por preços bem baratinhos!

http://www.tours4fun.com/: mais um site com várias opções de tours. O legal é que você tem várias opções de cidades pra sair e mais outras mil opções de lugares pra conhecer.


Viagens em geral:

Sites que fazem cotação e comparam entre os diversos sites que vendem passagens aéreas. Se comprarem com o hotel incluído, sai mais em conta ainda:
http://www.expedia.com/
http://www.cheaptickets.com/
http://www.kayak.com/

http://www.hotwire.com/: trabalha com tours e passagens de avião em geral, se comprar com bastante antecedência sai bem barato.

http://www.cheapoair.com/: o site faz uma cotação de todas as companhias aéreas e consegue passagens a preços baratinhos, pra todo lugar. Só adicionar uns $100 de taxa e pronto!

http://www.brazilianexpress.com/: passagens em conta pro Brasil, na página principal tem os preços mais baratos, e dependendo da data e com que antecedência comprar, sai bem em conta mesmo!

http://www.bacctravel.com/: funciona naquele esquema de se tiver lugar vago no avião, vc tem uma passagem garantida.

http://www.statravel.com/: os preços pro Brasil são bem em conta (mas saindo de NY e chegando em São Paulo), chegando a custar até $350, porém é um valor pra estudante (tem que ter a carteirinha da ISIC, mas tem como fazer pelo site) e pra pessoas abaixo de 26 anos. Vale a pena olhar.

Bom pessoal, por hoje é só! Me digam se gostaram das sugestões, se tem algo a acrescentar, se foi útil... quero feedback, hahaah! Beijo =*

Mar 5, 2012

#70

Oi gente! A pedidos, vim aqui fazer o post alimentação - parte II.

Pra quem não lembra, a parte I tá aqui, e vamos dizer que algumas coisinhas mudaram de lá pra cá. Claro que, como o previsto, eu engordei. Não vou falar o quanto porque eu sou delicada, HAHAH. Mentira gente, é só pra minha mãe não cair pra trás.


Mas depois de um tempinho (inho?) aqui, a gente acaba percebendo o que gosta, o que não gosta... Meus cafés-da-manhã se revezam entre o cereal com leite ou bagel com cream cheese e leite com chocolate quente. Mas semana passada aproveitei que tinha banana aqui e fiz uma vitamina bem gostosa e saudável. Eu comprei Splenda (que é tipo um adoçante) e agora só preciso me disciplinar pra começar a usá-lo ao invés de usar açúcar (coisa que é bem difícil, sou super formiguinha).

Pro almoço a minha host compra coisinhas variadas, tudo de colocar no microondas. Tem taquitos, pizza rolls e as mini-pizzas, que eu enjoei e nem como mais. Se tiver sobra da janta do dia anterior, eu como isso, já que ainda não dispenso comida "de verdade". Porque gente, ô pessoal que gosta de uma comida "não saudável" viu?

Taquitos
Pizza rolls
Ainda não me acostumei com o combo 1 carne (que quase sempre é peito de frango ou peixe. carne pra eles é raridade) + 1 acompanhamento (que pode ser green beans, milho doce, purê de batatas) e às vezes tem arroz. Ai que saudade do arroz com feijão com bife com batata e um copão de suco de laranja natural pra acompanhar!

Eles compram bastante batata tipo ruffles pra snacks, e tem também oatmeal, que é tipo um mingau de aveia, de vários sabores. Tem os tipos "saudáveis" e os mais normais (que são mais gostosinhos também). É uma boa opção pra quem quer controlar a alimentação.

Oatmeal
Aqui em casa eles não compravam frutas nunca, mas agora que o baby começou a comer papinha e fruta amassada, sempre tem. A au pair agradece, claro. Salada é outra coisa que eu nunca vi por aqui, nunca vi uma alface sequer. Pra não falar que nunca vi nada, tem aquelas mini cenouras que o boy de 4 anos e a minha host comem de snack também.


Leite aqui nos US tem de vários tipos: o whole milk é o mais gordo, tipo o nosso integral. Daí tem o skim milk (desnatado) e o low fat/2% fat (que é o que eles compram pra mim, é tipo um semi-desnatado). Por aí já dá pra controlar também, já que o gosto nem é tão diferente assim.


Pra conseguir se controlar aqui, tem que ter muiiiiiiita força de vontade. Além de (quase) tudo ser muito gostoso, a comida aqui não te enche. Ainda não consegui comer nada que fizesse eu me sentir "empanturrada". Sabem aquela sensação depois do almoço de domingo à tarde, em que tudo que vc quer na vida é deitar numa rede e fazer a digestão? Então, esquece. Único dia em que eu me senti assim, foi quando eu fui no restaurante brasileiro em NY... ou seja.

Por causa disso, a gente quer sempre comer. Ainda mais com a mania dos americanos de comer TODA HORA. Até mesmo dentro do carro. Então de 2 em 2 horas o estômago vai apitar falando "ô mãe, tô com fome de novo viu?". Pra quem (assim como eu) trabalha dentro de casa, revirar as prateleiras e abrir a geladeira de 5 em 5 minutos, mesmo já sabendo o que tem lá dentro de cor, vira esporte.


Pra quem tem que trabalhar na rua, levando as kids pra cima e pra baixo, tem os muitos fast foods (baratérrimos) como opção. E quero ver a alma que passa em frente a uma Starbucks e não compra nem que seja um cafézinho de $5. Então galera, a arte de não engordar aqui fica difícil viu? Então aqui vão algumas dicas (que eu tenho que criar vergonha na cara e começar a seguir):

  • Se a sua HF te dá a opção de pedir algum tipo de comida, escrever na lista de compras ou algo assim, peça frutas. Fruta aqui é mais caro que as comidas "porcaria", mas te ajuda a encher. Que tal trocar os snacks deliciosos por uma maçã? Vai te encher do mesmo jeito e é saudável. Vitaminas são nossas melhores amigas, claro que com leite skim ou lowfat e adoçante.
  • Se possível, caminhe todos os dias, não importa se com as kids ou sozinha. Se tiver uma bike dando sopa na sua casa, peça pra usá-la também. Ss você tiver acesso a carro, tem academias a preço de banana dando sopa por aí. YMCA, Gold's Gym, World Gym... é só pesquisar.
  • Eu nunca fritei nada por aqui, mas se alguém frita, troque por assar no forno. Bem mais saudável.
  • Troque o whole milk por um com menos gordura.
  • Chega de snacks "gordos" no seu quarto. Todo mundo tem aquela reserva pra quando a vontade bater. mas troque por coisinhas saudáveis. Fruit Snacks, frutas, qualquer coisa tá valendo.
  • Diga não ao refrigerante. Embora os sucos aqui todos tenham gosto de água, chá gelado é uma ótima opção. Ou então gatorade (aproveitem que é barato!)
  • Sempre que sentir vontade de um doce, coma um Trident. A arte de mastigar vai enganar seu estômago e você vai se sentir satisfeito.
  • E por último, beba MUITA água. Mesmo sem vontade, água nunca é demais!

Mar 1, 2012

#69

Oi gente! Vim avisar que meu pequerrucho tá bem melhor, tá medicado e logo logo a infecção vai embora! Hoje eu fui analisar os termos de pesquisa que fazem no google pra chegar aqui no blog, e fiquei muito feliz de ver vários de carona larissa nogueira, de carona au pair, de carona larissa, larissa nogueira au pair. Isso mostra que tem muita gente querendo vir aqui sabendo que vai chegar aqui.

Porém como tudo na vida, tem também aqueles termos engraçadíssimos e que fazem as minhas noites. Como eu tô aqui a toa, meu baby tá dormindo e eu não sei sobre o que postar (tô aceitando sugestões hein pessoal?), eu vim aqui compartilhar com vocês:

"why are you interested in being an au pair?" answer 
Olha pessoa que procurou por isso, essa resposta só você irá saber. Cada um tem um motivo especial pra vir ser au pair, então capricha na criatividade aí.

amoxilina e bom pra dor de garganta 
Eu trouxe pensando em infecção urinária. Mas deve ser bom pra garganta também, mas primeiro tenta as pastilhas verdes (vide abaixo) e só se for infecção, daí toma amoxilina.

boa cidade em maryland 
Acho que toda cidade aqui é boa. hahahah brincadeira, não sei né? Mas a que eu moro é boa sim (com carro, claro).

documentação de visto negado para os estados unidos
Não sei né, nunca tive visto negado, mas leva a mesma documentação, uma carta da host family, começa algum curso só pra provar vínculos, vai pra Brasília tirar o visto.

fotos de mesinha pra pc 
Na Amazon.com tem um monte, mas não façam a cagada de comprar a mesma que eu comprei, a bicha desmonta toda hora.

minha mala de mão 
Leva roupa pro treinamento, sempre lembrando que líquidos só abaixo de 100ml e em recipientes transparentes.

municipios que fazem divisa com anápolis/municipios que fazem fronteira com anapolis/municipios que fazem limite com anapolis 
Essa pessoa procurou fortemente hein? Deve ter ficado brava de vir parar aqui o tempo todo. Eu acho que essa Anápolis aí é a de Goiás, então acho que Goiânia e Rio Verde (?) fazem divisa. Sei não.

namorado de larissa nogueira 
Adoro que tem dois termos pra isso. Gente, tá tudo bom, tá tudo lindo, tem um post contando a nossa historinha de amor e é isso aí, hahahaha.

pastilha verde para a garganta
Ó ela aqui gente! Eu trouxe a Neopiridim, que é mais ruim que tudo na vida, mas ajuda a garganta, então anotem aí.