Feb 28, 2012

#68

Ontem passei meu primeiro "mal" bocado como au pair: o baby tava vomitando tudo que comia, eu naquele desespero básico, ligo pra mãe, não ligo... Ele vomitou a primeira vez quando tava tomando a mamadeira, mas instantaneamente dormiu, então eu fiquei observando o comportamento dele. Geralmente ele cospe muito da fórmula e como o irmão dele tem intolerância a lactose, eu fiquei com o pézinho atrás.

Quando ele acordou da nap super longa de 1 hora e meia, eu tentei dar sweet potatoes pra ele (ele come todo dia e AMA) e ele tava lá, comendo tudo bem bonitinho quando DO NADA veio o jorro: sujou a roupa, a cadeirinha, o chão, enfim, uma bagunça. Trinta mil lencinhos de papel depois, tudo limpinho/lavadinho e ele de roupinha trocada, fui ligar pra minha host mom contando o que tinha acontecido.

Em meia hora ela tava lá, já tinha marcado consulta no médico e me perguntou se eu queria ir junto. Isso eram quase 3hrs e eu resolvi ir, afinal de contas supostamente eu deveria estar trabalhando mesmo. Além disso eu gosto de passear com ela.

Chegamos na clínica, demorou uns 30 minutos até chamarem a gente e enquanto a enfermeira fazia os procedimentos básicos, eu fiquei lá segurando ele. Quando ela saiu pro médico vir examiná-lo minha host agradeceu por eu ter o segurado e tal. O médico demorou uns 15 a 20 minutos pra ir na salinha que a gente estava, e enquanto isso minha host disse que comentou com alguém que gosta muito do trabalho que eu faço com o baby, que vê o quanto eu o amo e o tanto que ele me ama também, que adorou que na sexta feira que ela veio aqui umas 10a.m. buscar uma roupa pro mais velho, e o E* tava dormindo, e eu tava na sala quietinha mexendo no celular, e ela virou e falou que eu podia ligar a tv, mas eu expliquei que não gostava de fazer barulho quando ele dormia porque já era difícil colocá-lo na nap, então eu não queria pertubá-lo. Pequenas coisinhas que fazem a diferença e nos fazem feliz. Adorei os elogios, claro, e é muito legal ver seu trabalho sendo valorizado.

Nisso ela me contou que a cunhada dela veio domingo olhar os meninos e deixou o baby bater a cabeça no chão. A versão dela é que ele tava deitado no chão já e só rolou e bateu, mas o mais velho contou que ele tava sentado e caiu (ele não consegue sentar sozinho ainda). Ou seja...

O médico chegou, conversou com minha host, e foi perguntar pra mim a frequência dos vomitos e tal. Descobriu que ele tá com infecção de ouvido, tava com febre e a garganta tá ruinzinha também. Tadinho :( Chegamos em casa umas 6 horas e a janta tava pronta, hahahaha, minha host fez meu host fazer enquanto a gente tava fora.

Então gente, por mais que vcs tenham medo de falar que alguma coisa tá errada, que a kid tá passando mal, nunca escondam nada! Eu fiquei meio assim com medo dela achar que eu tinha feito a mamadeira errada ou qualquer coisa assim, mas ela me tranquilizou e no fim das contas, era uma coisa nada a ver com a alimentação dele. Agora ele tá tomando remédio já e logo logo fica bom de novo!

E ah, só uma observação: o plano de saúde deles é o mesmo do nosso (pessoal da CC), e a clínica cobre tudo. É uma clínica que tem todas as especialidades, e tava cheia de gente de todas as idades, e de acordo com minha host fica aberta até meia noite. O nome é Righttime, e eu acho que tem nos US todo.

Feb 22, 2012

#67

Oi gente! Vim aqui contar do meu fim de semana extenso, já que segunda foi feriado e eu tive o dia off. Sexta a noite como eh de costume o boyfriend passou aqui pra me buscar, resolvemos ficar em casa mesmo, descansando e jogando. Sábado a gente foi no Ruby Tuesdays (eu nunca tinha ido e adorei) e domingo eu tinha meu meeting com a LCC, o programado era irmos numa pista de ice skating, mas não sei porque não tava funcionando, então domingo acordei com ela me ligando mudando os planos, em duas horas eu tinha que ta em Crofton pra gente jogar boliche.



Foi bem legal, tem uma guria nova no cluster (colombiana) e eu perdi os dois jogos, hahahah. Como eu fui a primeira a chegar, e as meninas demoraram ainda uns 15 minutos pra chegar, eu e minha LCC ficamos lá conversando até. Eu adoro ela, ela eh ex Au Pair e eh muito gente boa, super novinha e tal. Depois do meeting eu e o Bobby íamos no mall que tem lá perto, mas tava lotado, então desistimos e fomos jantar no Applebees.

Domingo a Gabs me ligou e a gente foi pegar o metro pra ir pra Bethesda encontra-la, ela e duas amigas dela que já viraram minhas também, hahahah, Larissa e Vanessa. A xará mora em Bethesda mesmo e já me convidou pra fazermos compras qualquer dia desses, e a Vanessa mora na mesma cidade da Gabs, lá em Connecticut. Fiquei só um pouquinho com elas porque o bus saia as 1 e o metro demorou horrores. Depois que despedimos das meninas a gente foi num café super gostoso que eu nunca lembro o nome e voltamos pra casa.


Dai a noite eu cheguei em casa e surpresa: meu quarto tava mudado, os pais da minha host vieram esse fim de semana e dormiram no meu quarto (no sofá cama) e por isso minha host pôs o sofá em frente a tv, mudou o microondas de lugar e tal. Eu adorei porque o quarto parece maior, agora eu uso o sofá pra jogar videogame (antes ele servia de cabide hahahah) e seila, me deu motivação pra pendurar as fotos na parede, finalmente montar o abajur que ela me deu trinta mil anos atras, ajeitar os fios e mudar algumas coisas de lugar. Vou por as fotos aqui de como era e de como ficou, porque eu fiquei super feliz com o resultado!

ANTES:


Quando eu cheguei, meu quarto só tinha essa lâmpada

Agora tem um microondas em cima dessa mesinha

Posição antiga do sofá


super iluminado -NOT

DEPOIS:

Truque com os fios, assim fica tudo à mão e organizado



Lâmpada que eu demorei 4 meses pra montar



Bem melhor e mais organizada

meu mais novo lugar favorito

fotos e bilhetinhos

ó os fios aí de novo! e ah, mudei o telefone de lugar tbm, assim fica mais fácil de atender

Feb 16, 2012

#66

Oi gente! O post de hoje vai vir em forma de "guia" ou "ajuda" pra quem tá pensando em vir pra esses lados. Eu percebi pelo grupo do facebook e pelo tanto de gente que vem falar comigo a respeito de familias em Maryland, pedindo conselhos sobre a área, perguntando como que são as coisas por aqui, que aparentemente MD tá sendo bem cotado no ponto de vista auperiano.

Então pra facilitar pra todo mundo eu vim fazer um "kit Maryland", colocando todas as informações que eu "coletei" por aqui nesses 5 meses. Vou falar da área em torno de DC, que é aonde eu moro, e aonde o namorado mora também, então infelizmente eu não posso ajudar quem tá indo mais pro norte/sul/leste. Antes de mais nada, vamos nos localizar?

Maryland fica na costa LESTE dos Estados Unidos, e faz divisa com a Pennsylvania, West Virginia, Virginia e Delaware. A gente fala brincando que faz divisa com New Jersey também, porque Delaware é tão pequenininha que nem conta viu?


A capital é Annapolis (falo mais tarde um pouquinho de lá), mas a "maior" cidade é Baltimore. Pode-se dizer que Annapolis é a cidade turística e Baltimore a cidade urbanizada. Maryland tem 23 counties (os famosos condados) + DC, então pra quem conhece Goiás (ê Goiás...) é tipo o Distrito Federal (que aqui seria DC) mais o estado mais lindo do mundo (HAHAHAHA vai entrar em blog de goiana, vai)

Eu nunca fui em Baltimore, só passei de bus, mas deu pra ver altas salinas e um monte de indústria. Sei também que lá tem um super aquário. E só :( Então eu vou falar de dois condados - o meu, Prince George's, e o do namorado, Montgomery. Annapolis fica em Anne Arundel, mas como eu só conheço essa cidade (e só um pouquinho), eu vou falar só o que eu sei. No mapinha alí em cima dá pra ver que os 3 counties são grudadinhos, então só tenho "conhecimento" dessa área ok?


Principalmente, vou falar da cidade de Gaithersburg (cidade do namorado), Bethesda, Upper Marlboro (que é aonde eu moro) e Bowie (que é do lado da minha cidade, dá pra ver alí no mapinha também.) Vou dar uma pontuada em Rockville, Potomac, Wheaton, Frederick, Germantown, Annapolis e Georgetown.

A primeira pergunta que me fazem quando pensam em Maryland é: Dá pra viver sem carro?
Gente. Não. PRECISA de carro, a não ser que vc vá morar em DC e nas redondezas, tipo Bethesda e Georgetown, que aí tem metrô perto. Mas ainda assim um carro é tudibom. Por aqui não tem calçada, só nas ruas principais das cidades. Além disso, vc pula de uma cidade pra outra sem nem perceber. Daí quando vc menos vê, aparece a highway, que é simplesmente impossível pra um ser humano sobreviver lá a pé (e se brincar, até de bicicleta. Galera corre adoidado aqui). Como eu não tenho carro, fico isoladinha toda semana a noite, daí chega fim de semana e o namorado me busca, de quê? De carro. Não posso sair nem pra ir "alí" na esquina.



Por aqui o tipo de casa mais comum é Townhouse, daí fica aquele bando de casa juntinha num "bairro" residencial, e vc não tem um lugarzinho pra comer por perto. Pra sair tem que pegar highway. Também tem casa "normal", tá gente? Mas do mesmo jeito, isolado de tudo. Olha as townhouses aí gente:



O que mais tem em Maryland é mato. Eu chamo de floresta porque eu sou boazinha, mas é mato mesmo viu gente? Mato que não acaba mais, trilha de trem de carga pra tudo quanto é lado. Então mais uma vez: carro. Tenham carro, ou então se a família for tudibom e falar que te leva pra tudo quanto é lado (tipo a minha), aí é mais tranquilo. E claro, se você, assim como eu, não morre de depressão de passar o tempo off durante a semana dentro de casa.

Eu moro nesse meio aí. E em volta? Mato!
O clima aqui é meio doido. Esse inverno tá maluco nos US inteiro, mas aqui parece brincadeira. Chove, neva e faz um sol lascado, tudo no mesmo dia. Então não tem como se prevenir, tem que sair de casaco, luva e cachecol, e a medida que o tempo for ficando maluco, vai tirando/colocando peças de roupa. Claro que isso no inverno né? Só vivi aqui outono e inverno, e a única diferença é que agora as árvores estão peladinhas.



O que mais tem aqui é comunidade de portão. Então não é bem uma "cidade", é um monte de neighborhood com 500 casinhas isoladas no meio do matinho. Tipo a que eu moro. Daí umas 4 ou 5 milhas (mais ou menos 15 a 20 minutos de carro) tem uma Town Center com tudo que o ser humano gosta: comida, supermercado, lojinhas de roupa, malls e afins. Aliás, shopping aqui é meio que parecido com o nosso shopping no Brasil. Ainda não achei um "a céu aberto" no estilo que eu vi na escola de treinamento da CC em NY não viu? Tudo fechadinho, com estacionamento e as lojas uma do lado da outra. E uma praça de alimentação.




O metrô daqui é bem facinho e limpinho. Dá gosto de andar. MAAAAAS aqui em MD o metrô de DC só "pega" em Montgomery e Prince George's Counties. Ou seja, quem for morar mais afastado, esquece. O segredo é 1) pedir pra HF te levar na estação mais próxima, que dependendo da onde tu mora, fica a 20 minutos da sua casa 2) se morar bem nas redondezas mesmo, é mais tranquilo e dá pra ir a pé ou pegar o metrobus 3) pegar o bus da sua cidade e ir pra estação. Aqui aonde eu moro, se eu andar durante 20 minutos NA HIGHWAY, eu chego no ponto do bus que me leva pra estação mais proxima (Largo, linha azul) e depois de meia hora no metrô, eu chego em DC.


Basicamente começando em Eastern Market (linhas azul e laranja) já é DC, bem na Chinatown. Na linha vermelha, começa em New York Avenue (se não me engano). Daí DC é até Medical Center (linha vermelha) e nas linhas azul/laranja eu ACHO que é até Farragut West. Não faço idéia das linhas verde/amarela porque nunca andei. BTW quem quiser ir passear pelas atrações turísticas de DC, desce em Smithsonian, que vai descer entre o Capitólio e o Monumento Washington. Quem descer em Metro Center dá de cara com a Forever 21, Macy's, Payless, enfim, um bando de loja de roupa/sapato e o Madame Tussauds (museu de cera). Em Dupont Circle tem um monte de CVS, a maioria da parada dos ônibus pra ir pra NYC e em Union Station tem mais bus pra NYC e o trem Amtrak. Enfim.

Aqui não tem muito "parque" pra levar as kids, geralmente as neighborhoods tem seus próprios playgrounds. Eu até hoje não achei muita biblioteca, então não sei falar muito sobre isso também.



Agora sobre as cidades específicas:

Gaithersburg é uma cidade consideravelmente "grande", tem um monte de loja, tem um mall, tem vários parques e lagos pela cidade e tem a estação de metrô de Shady Grove. Tem calçadas na maioria da cidade, exceto nas partes mais afastadas, mas as maiorias das casas ficam no meio da cidade mesmo. Tem vários fast-foods, e quando neva, geralmente neva muito. É bem legal de morar PORÉM tem muita, mas muita gente de origem latina e asiática. Americanos lá são o de menos, Spanish tá dominando de tal forma que vários lugares só falam em espanhol. Tem mais casas que townhouses (as que tem são as comunidades de portão, pessoal mais rico) e as casas são mais antigas. Tem pontos de ônibus espalhados pela cidade, e faz divisa com Potomac, que é do mesmo estilo.



Andando um pouco pela highway você chega em Germantown, que é a parte "ruim" da cidade, mais perigoso, porém urbanizado. Mas aí já precisa do carro, porque não tem metrô por lá. Frederick fica do lado de Gaithersburg, embora o metrô não chegue lá,  é a mais urbanizada de todas, com vários shoppings (chiquezinhos) e calçadas. Tem um monte de casa grandona e várias townhouses, e tem ônibus que te leva pra estação de Shady Grove (aliás, todas essas cidades que eu comentei alí tem bus pra ir pra estação de metrô.) Rockville é uma cidadezinha no mesmo estilo e tem sua estação própria de metrô, o que facilita bastante a vida de quem não tem carro.

Bethesda é a parte "boa" de DC, com várias casas e mansões enormes, tem calçada e necessariamente tu não precisa de carro. A estação de metrô é Bethesda (cê jura?) e tem vários cafés por perto. Tem também pontos de ônibus acessíveis e você chega em DC super rápido. É no mesmo estilo de Georgetown (aonde tem a famosa faculdade) e de taxi, dá mais ou menos uns 15 a 20 minutos entre as duas cidades. A única coisa que eu sei que Wheaton é que fica perto de Silver Spring e que tem dois mercados brasileiros (e um monte spanish) lá, e a cidade tá sendo dominada pelos latinos também. É mais sujinha e feia (pelo menos a parte dos comércios) e tem que dirigir uns 40 minutos na highway pra chegar lá.




Upper Marlboro (êêê, minha "cidade") é a cidade mais estranha de Maryland. Nunca vou entender isso aqui. É uma cidade enorme, tem um centro comercial "isolado" de tudo, em que tem pouquíssimas lojas, e a cidade mesmo se compõe das tais neighborhoods. A que eu moro tem no mínimo 2000 casas/townhouses e afins, e é cercada por uma floresta, que fica ao lado de uma reserva florestal. Ou seja, árvore pra onde você olha. Carro aqui é necessidade BÁSICA. Dentro dos portões da neighborhood tem calçada, faixa de pedestre e tudo. Mas portão afora, é highway, então sem chance de sair da "prisão." A minha "sorte" é que eu moro do lado de Bowie, que é a parte "urbanizada" desses lados, em que tem um Town Center com várias lojinhas e fast foods. Mas só chega lá de quê? De carro.














Annapolis fica a 40 minutos da onde eu moro, e tem duas "partes". A primeira é igual o resto de MD, um monte de casa e loja solta, em que precisa de carro pra tudo e não tem uma calçada pra pessoa andar. A outra parte é a parte histórica e fofinha, que lembra muito Ouro Preto, Goiás Velho, Pirenópolis... Calçadinha de pedra, tem um lago enorme, um monte de barco estacionado, um píer, um monte de lojinha vendendo camiseta, caneca, tudo com o nome da cidade escrito, lojinhas de sorvete ao modo antigo, um monte de prédio e igrejinha antigo, e algumas casinhas perdidas no meio do caminho. Fofíssimo e pra quem for morar no centro mesmo, não precisa de carro porque tem calçada e dá pra viver andando ou de bicicleta. Mas o metrô não chega até lá, e que eu saiba também não tem ônibus que te leva pra estação de metrô, então é meio que isolado, parece que você tá em outra época do ano, hahaha.











Gente, acho que é isso. Se eu esqueci de alguma coisa, se eu falei algo muito absurdo e errado aqui, me corrijam, me perguntem, enfim, se manifestem! E pra quem tá vindo pra Maryland, bem vindos :D